quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

O milagre do voto

Politica, corrupção, reacionários, retrocesso...

Eu comecei a gostar de politica com 15 anos, faz tempo isso, naquela época a politica era um prazer. Lutávamos contra da ditadura. Lutávamos por democracia e justiça social. Meu conceito de socialismo surgiu depois e não veio das cartilhas empoeiradas das bibliotecas clandestinas. 
Para mim a politica era um instrumento para a arte, que era a luta pela tal da justiça social. Nessa trajetória conheci todos os tipos de políticos, de direita, de esquerda, de centro, oportunistas, corruptos, honestos, idealistas. Muitas vezes me enganei quando acreditei que determinado político era sério, mas nunca me enganei quando disse que era medíocre, desonesto, ladrão. 
Lutamos e conseguimos a abertura, a anistia, o fim da censura, as eleições diretas. Eu ajudei a organizar e estava no palanque do primeiro grande comício. Foi algo incrível...
Quando não existia o melhor, sempre procurei apoiar o menos ruim,  nunca me omiti, sempre lutei até o fim, mas o fim, quase nunca é divertido, pelo contrario, dolorido.
Na politica local já vi de tudo, conheço os corruptos impunes, que estão cada vez mais ricos, à custa do povo e sob as bênçãos da justiça. Conheci os mentirosos, os traidores mais nojentos que baratas de esgoto, mas o que me dá mais nojo são os em cima do muro. Esses são como cobras venenosas, prontos para dar o bote, são interesseiros, dissimulados e se não roubam permitem que outros roubem e se calam, às vezes até ajudam a compor e organizar o estafe. Essas cobras só pensam nelas, querem que o povo se exploda, não saem do armário. Mas o povo não vê...
Em 38 anos de politica vejo minha cidade a beira do abismo. Temos hoje vários candidatos novos, cheios de ideias velhas. Alguns podem estar travestidos de "bonzinhos", quando não passam dos mesmos. Outros a espera de um caixa forte a disposição. Outros representando o ontem. A politica de hoje está pior que a de ontem, ou a cada dia que passa estamos pior.
Ao analisar os candidatos vemos que apenas um tem projeto e condições de montar uma grande equipe.  Analise bem... Veja o que eles pensam, algumas eleições por aqui já foram definidas por mentiras sobre a vida de um candidato. O que está em jogo é muito maior, é a sua vida e a vida de seus filhos, netos... Você vai votar o dia a dia de sua cidade. Os outros são só papo furado, apoiados pela nata do retrocesso, pelos "em cima do muro" que nunca fizera nada e pelos interesses de grupos "exóticos".
Saber diferenciar o bom dos ruins é difícil, mas essa é a tarefa do eleitor. Se ele, o eleitor, deixar se enganar, ou se iludir pelo discurso dos estelionatários eleitorais, não poderá reclamar no futuro. É importante votar no futuro. 
Se errar...