quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Os politicamente incorretos. A histeria e a hipocrisia andam juntas.



O chamado “politicamente correto” são um conjunto de teses de esquerda, usadas pela direita, para compor uma cartilha, cuja intenção era evitar sintomas, mas nunca sanar as causas.
A igualdade feminina, um exemplo típico.
A mulher é barrada nas principais instituições de extrema direita, que assinam como forma de propaganda, a igualdade. Vejamos onde entra a mulher em duas organizações tradicionais da direita como a Igreja Católica e Maçonaria?
-Talvez na propaganda e no fato de terem gerados filhos conservadores.
A única intenção do “politicamente correto, nesse caso é usar o apoio a tese, como forma de propaganda. Mas, “nos aceitamos seus direitos em tese, só não temos como enquadra-las em nosso meio”.
A partir do momento em que se luta pela propaganda do politicamente correto, sanam-se os efeitos da discriminação, mas não sessam as causas dos problemas. Ou seja: As mulheres vão continuar apanhando, mortes, sendo usadas, “até porque temos uma indústria para isso e essa nossa indústria depende disso. Temos que manter essa separação que é lucrativa. Isso tudo é o capitalismo”.

Nosso  sistema capitalista é calcado na supremacia masculina, branca e se possível sionista. “Só admitimos mulheres, como forma de divulgar nossa posição democrática, desde que subservientes”.
“Se você luta como um proletário idiota, por direitos iguais, será aniquilado de nosso convívio. Lute para sanar efeitos. Nunca as causas, pois lutar contra as causas seria o nosso fim.” Precisamos de mulheres no sistema, como Carmens, subservientes e obedientes. Odiamos guerrilheiras, ainda que confusas, que não nos obedeçam.

Nosso sistema jurídico lhe dará apoio para tirar de circulação o idiota que postou uma bunda de mulher, de homem é permitido, nossas organizações estão cheias disso. Mas a bunda de mulher, nua no carnaval, ou na propaganda do sabonete, será castigada quando causar comoções e for útil aos nossos interesses, por isso ampliamos nossa rede de destruição cultural para gerar seres idiotizados.

O politicamente correto nos faz mudar algumas estruturas, ele é genial, desde que o povo não pare para pensar. Então vamos garantir isso através da educação.
História, filosofia e sociologia são matéria nocivas. Uma a cada vinte que estudam, começam a pensar e podem ser no futuro a laranja podre do cesto. Vamos substitui por uma escola técnica, assim teremos mais lucros em nossas empresas e com ensino religioso, para que os súditos aprendam a convicção. Convicção é fé e não se discute a função das Marias e nem se exigem provas.
Está escrito e que assim seja.

A sexualização da sociedade é tão útil como a religião. Todos podem ir a zona, mas não devemos trata-la com normalidade. Algumas coisas se fazem escondido. Fotos de mulheres nuas deverão ser consideradas nocivas apenas quando nos interessar. É fácil criar uma histeria contra o abuso da figura feminina, desde que não seja no carnaval, pois ele está para nos como o futebol e a religião.  Façamos de conta, que nos importamos com o uso da nudez, quando nos for viável, assim mostramos nossa moral ilibada. Isso tudo pode ser provido pela nova educação, que é um aprimoramento da antiga.
Se a propaganda do banco sionista, mostrar a mulher gostosa, sensual e burra, como modelo, vamos aceitar, precisamos de mais imitadoras, mas se alguém comentar que essa mulher é mesmo gostosa, mostremos nossa indignação.

Esses dias me surpreendi com uma matéria do G1 de Santos, onde sugeria-se que um professor "imoral" usava a figura feminina com machismo, quando na verdade, o cara que assistia a um show no Rock In Rio, deitado na grama, teve sua frente tapada por uma garota, e ai postou a foto, “Vendo Rock In Rio sob um novo ângulo”. Até ai tudo bem, não teria problema se a mulher da frente estivesse vestida de madre, ou se fosse velha, ou se fosse a mãe dele. Mas era uma garota com metade da bunda para fora, o que levou as feministas locais a deduzirem, que o cara era tarado, ou incentivava estupros em ônibus, ou feminicidios?
Oras, isso é uma sociedade hipócrita e doente, onde juízes liberam maridos assassinos, por bom comportamento, onde ejaculadores de ônibus não são presos, mas ai percebi, pela cabeça das doentes, que a culpa era toda do professor.

Entre mais de 200 comentários, um deles dizia que o professor não deveria fotografar a moça de costas, sem a permissão dela. Opa!!! Tirem todas as câmaras de monitoramento do mundo, eu não dou ordem para ser filmado sem minha autorização.

Mulher invisível pode ser fotografa e ser vista sob novo angulo? 
Opa, mulher na praia não deve ser fotografada... Mas e se  é minha filha e pediu?
É imoral fotografar um morador de rua, ou imoral seria deixá-lo nessa condição?
Uma senhora toda coberta pode ser fotografada?
 Se for uma mulher de traseiro avantajado não posso fotografar?
Se pobres invisíveis estiverem a minha frente, eu posso falar que vejo tudo sob um novo angulo?

Vamos queimar todo o trabalho de Herny Cartier Bresson, ele numa pediu autorização para fotografar na rua... Mais  a rua não é mais publica? 
Não vamos confundir as coisas. A moça tem direito de sair de shots curtos, ou sem ele, moça, moço, ou seja o que for. Não deve ser importunada, tocada, agredida com palavras, gestos, ou fisicamente. Esse é o principio da coisa. Esse é o respeito pelo outro, não importa gênero, ou raça. Simples assim.
A luta feminista é muito maior que isso. Não pode se render a hipocrisia religiosa capitalista e servil.

Mas não se tira o direito da fotografar as ruas e eventos públicos, não se tira o direito a pensar e se manifestar se é bonito, ou feio. Claro, de acordo com o padrão de cada um. E quando eu fotografo alguém que se posta a minha frente como estatua, e ainda comento que trata-se da nova visão do evento que estou assistindo, não estou de forma alguma ofendendo ninguém.
E as ruas estão cheias de coisas interessantes, cheias de gente invisíveis, que só são reparadas quando fotografadas e mostradas. Não vai ai nenhum preconceito, pelo contrario, a mostra da diversidade e dos esquecidos é o que os fazem lembrados.

Chega de politicamente correto, quando se trata de efeitos. Vamos ao politicamente correto nas causas e elas atendem por fascismo, ignorância, fundamentalismo religioso, histeria de massa, hipocrisia, capitalismo explorador, que na verdade pode ser substituído por uma única palavra: IGNORANCIA.

Não. Esse artigo não é contra o politicamente correto. É contra a histeria sem fundamento, a hipocrisia e a sociedade religiosa. Mas se eu precisar provar aqui, que todo o machismo é cultural e vem da religiosidade, vamos então esquecer a inquisição e o Oriente Médio. E que siga o enterro...

Ah...Alguém quer falar sobre a industria da violência? Seus motivos e as vantagens de sua manutenção? 

domingo, 24 de setembro de 2017

Países ateus são mais desenvolvidos socialmente?

Crer ou não crer? – Os números da religião e do ateísmo no mundo
Imagem relacionada

Países mais desenvolvidos socialmente, com cultura mais elevada, menores diferenças sociais e menor criminalidade, são mais ateus. 
Suécia: 85%
  • População: 8,9 milhões
  • Ateus: 7,6 milhões
Vietnã: 81%
  • População: 82,6 milhões
  • Ateus: 66,9 milhões
O budismo e o taoísmo, religiões comuns por lá, são vistos como uma tradição, e não crença.
Dinamarca: 80%
  • População: 5,4 milhões
  • Ateus: 4,3 milhões
Um levantamento da ONU aponta que países com boa taxa de alfabetização tendem a ser mais descrentes.
Noruega: 72%
  • População:4,5 milhões
  • Ateus: 3,2 milhões
Japão: 65%
  • População: 127 milhões
  • Ateus:82 milhões
Em 2008, o pesquisador britânico Richard Lynn concluiu que países com alto QI são mais ateus. É o caso da população japonesa, que mantém a média 105 – uma das mais altas já registradas.
República Tcheca: 61%
  • População: 10 milhões
  • Ateus: 6,2 milhões
Finlândia: 60%
  • População: 5,2 milhões
  • Ateus: 3,1 milhões
França: 54%
  • População: 60,4 milhões
  • Ateus: 32,6 milhões
Coreia do Sul: 52%
  • População: 48,5 milhões
  • Ateus: 25,2 milhões

O MIMADO E A LEI DO ESQUECIMENTO

Crônicas

O MIMADO E A LEI DO ESQUECIMENTO

Estamos de olho/ Foto: Enio Ricanelo.
Enio Ricanelo
Escrito por Enio Ricanelo
A lei que protege políticos de críticas e sua possível utilização em casos como de João Dória.
No último mês de setembro, o Deputado Federal Luiz Lauro Filho (PSB/SP) fez ressurgir das cinzas a chamada “lei do esquecimento”, que muda o marco civil da internet. Na prática o texto, em margem, deverá proteger os políticos de críticas realizadas. Não falamos de “fake News”, mas sim, de qualquer texto noticioso que “cause danos à imagem da pessoa pública”.
Veja bem, é evidente que proteger a imagem pessoal contra mentiras veiculadas na internet, é legal, preciso e importante, porém, dentre os descalabros, os nossos mandatários utilizarão a seu favor, se blindando de críticas populares, visto que, já existe uma legislação que garante apoio a imagem contra notícias mentirosas ou discurso de infâmia.
Caso aprovada, a ação da lei será a retirada da matéria do ar e recolhimento do material distribuído, ou seja, simplesmente a matéria, texto ou algo do gênero, não havia existido, é um ataque direto a democracia, ao direito do cidadão e da imprensa livre.
Possível Utilização. Um caso que, possivelmente, caberia ação por parte do político, é o ataque de João Dória (PSDB-SP) a reportagem da rádio CBN que acusava a prefeitura de jogar água nos moradores de rua, no período de forte frio na capital paulista, durante a ação de limpeza das praças.
O prefeito ao ser indagado pelo repórter Pedro Durán, durante entrevista coletiva, retrucou. “Você é jornalista há quanto tempo? Responda”, logo depois disparou contra a repórter, também da CBN, Camila Olivo, que realizou a reportagem a respeito da limpeza noturna, acusando a jornalista de “ter um passado comprometido com o PT” e disse que a reportagem era mentirosa.
“Eu respeito o jornalismo da CBN, mas não respeito o trabalho dessa moça. Primeiro pelo seu passado ideologicamente comprometido ao PT, sua vivência com o PT e a sua falta de equilíbrio para colocar uma matéria que não foi correta. Então, não cabe aqui fazer juízo sobre o prefeito regional, cabe fazer juízo sobre o trabalho jornalístico dessa repórter, que mentiu e colocou uma informação falsa no site da CBN e na rádio. Estou afirmando, não supondo, a repórter mentiu e agiu de má-fé”. João Dória, prefeito de São Paulo.
Para Dória é mais fácil atacar o repórter de um veículo sério, do que reconhecer o descaso da prefeitura. O mimado, no caso prefeito, poderia, segundo a proposta da lei do esquecimento, pedir a retirada da matéria do ar, mesmo ela sendo verdadeira.
É um descaso com o contribuinte, é um ataque ao estado de direito. Não vem minha defesa aqueles que fabricam notícias mentirosas, mas sim, para todos nós jornalistas de verdade, que atuamos para o interesse público, pelo cidadão de bem. Isso só confirma que nossa classe política vive a “lei do Gérson”, que bem diria, “gosto de levar vantagem em tudo, certo?”
Por Enio Ricanelo, colunista, para Crônicas Cariocas.

domingo, 17 de setembro de 2017

Arte

Com relação a exposição promovida por uma organização capitalista do sul, é particular, ninguém é obrigado a ir, e tanto faz se estavam expondo criticas religiosas, ou aos bancos. Dá na mesma. São organizações do mesmo gênero, capitalistas, as tenho visto aqui, muita gente da geração Xuxa, condenando. A geração que vestia crianças de prostitutas infantis, que cresceu ouvindo música de corno, votando em ladrões entreguistas e cassados, e agora falam em moral.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Foi golpe, veja porque.

Porque  foi um golpe.
Resultado de imagem para entreguismo Resultado de imagem para entreguismo
A discussão é diária principalmente no Facebook .
Foi golpe?
Claro que foi golpe.
Primeiro algumas constatações simples.
Dilma reconhecidamente não cometeu crime.
Os próprios ministros do STF reconheceram. Mas não fizeram nada.
Nenhum político que votou pela saída de Dilma, o fez por critérios legais.
Os maiores bandidos políticos do Brasil promoveram a “caça a Dilma”, ente eles ladrões, assassinos, pedófilos, estupradores, religiosos estelionatários, e condenados por escravagismo.
Políticos envolvidos nas maiores falcatruas do século passado e atual votaram e arquitetaram a saída de Dilma, pois se consideravam alijados do poder, ou seja, estavam roubando pouco.  Entre os golpistas estão Sarney, político golpistas já na década de 50 e 60, causador de atraso, pobreza e morte no Maranhão. Jucá, Angorá, velhos no mundo da canalhice político. Lobão, um bandidão desde a repressão. Serra e FHC, privatas que deram os maior golpe no Brasil até hoje, conhecido como a privataria tucana, deram um golpe em torno de 10trilhões.
Só para se ter uma ideia, aquele juiz treinado na terra dos terroristas ianques, calcula um prejuízo de 4 bilhões em corrupção na Petrobras. 4, isso 4 bilhões, me parece uma ninharia se comparado com os 17 trilhões de dólares que é seu valor. Muito pouco em comparação com a perda nas bolsas, em um único dia, pelos boatos causado pelo Dr. Juiz, cuja mulher, segundo informações advogou para a concorrente holandesa.
Resultado de imagem para entreguismo


Ai um coxinha imbecil qualquer. Um desses idiotas que vaia para a Miami comprar bugiganga chinesa, para a Disney onde tira foto com o Pateta e se acha lindo e chic. Esse coxinha idiota vem e pergunta, mas porque os EUA precisam da Petrobras?
-Porque essa empresa representa o mesmo valor da divida dos assassinos ianques, ou seja, 17 trilhões de dólares.
 Resultado de imagem para entreguismo

Mas esses idiotas, retardados, vão perguntar , mas eles tem empresas maiores e se quisessem fariam novas, ou compravam.
-Não idiotas, retardados, eles geralmente invadem, como fizeram no Irã, no Iraque, ou promovem discórdias, como na Síria, na Líbia, e quando o país estiver no caos eles chegam para cuidar do que sobrou, ou seja, o Petróleo, como fizeram no Kwit, como faziam na Venezuela antes de Chaves, ou no Brasil da ditadura. Eles não podem comprar e só um governo canalha e entreguista venderia, como foi o de FHC, e de todos os tucanos nos estados, ou como o golpista Temer, que não tem compromisso nenhum como o povo.

Resultado de imagem para entreguismo

Os retardados insistem: Mas se privatizar não vai ter corrupção.
Não idiota, a corrupção parte sempre das empresas privadas para as estatais devido a ganancia do capitalismo.  São empresas estatais que podem investir em achado como o pre-sal,  muito caros paras as privadas que só visam lucro. O maior lucro de uma estatal é o social.



Mas o preço é mais barato com livre concorrência.
Mentira criada para enganar você ´que é manipulado.
O custo da gasolina em países árabes é baixíssimos, assim como na Venezuela, porque a estatal deve servir a população. A partir do momento em que se vendem ações de uma  Petrobras  como FHC fez, e o golpista Temer resolve seguir o mercado americano, estamos sujeitos a altas por furacões, terremotos, etc.  Ai nossa gasolina sobe 4 vezes em uma única semana.

Falamos aqui apenas de gasolina, para justificar o golpe, pois Lula e Dilma não iam entregar nossas reservas.

Mas o que seria da indústria aeroespacial dos EUA sem o nosso nióbio e só nos temos o nióbio, você sabia coxinha?
E o nosso xisto? E a nossa biodiversidade que os golpistas estão entregando aos sionistas terroristas?
Ah, você não pensou nisso?
Então pense na maior reserva de água potável do mundo, é nossa, o aquífero Guarani,  mas os bandidos estão negociando com a Coca-Cola e a Nestle, em breve serão os donos da água do mundo, junto com Danone e Pepsi, você não sabia idiota?
Imagine o pequeno produtor de alface do interior sendo preso porque furou um poço sem autorização da Nestle. Imagine no futuro qual será o preço do alface?

Você não tem perdão para sua ignorância. Pare de ler Bíblia, Veja, Globo, vá ler um pouco de ciência e política internacional.

Resultado de imagem para entreguismo

E comece a entende o que é um golpe.
Que roubar nesse pois é normal, pois aqui não existe médico que dá recibo de tudo, corretor, que passa todos imóveis pelo valor real, advogado que não dá um jeitinho pelo cliente sabidamente bandido, povo, que não rouba mercadoria de caminhão tombado, paneleira que não para em fila dupla na frente da escola do filho. Não há riqueza honesta, não há político sério.

Todos querem a maior parte que conseguirem e somente usando um povo burro e facilmente manipulado, conseguem dar uma golpe e ainda falar que era contra a corrupção. 

sábado, 2 de setembro de 2017

Os capitalistas brasileiros destruidores do capitalismo

 Resultado de imagem
O capitalismo é feito de corporações não existe no planeta nenhuma grande riqueza que seja honesta e não tenha sido erguida com a participação do estado, de um ou vários estados.
Gostando, ou não essa é a síntese do capitalismo. Assim funciona o capitalismo, dependente das benesses do estado e explorando o trabalhador. Sonegando, pegando empréstimos baratos e apoiando governos que os defendem.
Hoje, dia 02-09-2017 a empresa JBS vendeu sua indústria de celulose para os holandeses, ai lembrei-me  do Coronel Deliro Gouveia.
 

Delmiro Augusto da Cruz Gouveia, mais conhecido como Delmiro Gouveia (Ipu, Ceará, 5 de junho de 1863 — Pedra, Alagoas, 10 de outubro de 1917), um industrial brasileiro, foi um dos pioneiros da industrialização do país, e do aproveitamento do seu potencial hidroelétrico, tendo construído a segunda usina hidroelétrica do Brasil, sendo a primeira a Usina de Marmelos construída por Pacifico Mascarenhas, inaugurada em 11/12/1898, conforme o historiador Abílio Barreto
O sucesso da empresa Pedra Branca- que em 1916 já produzia mais de 500.000 carretéis de linha por dia - chamou a atenção do conglomerado inglês Machine Cotton, que tentou por todos os meios comprar a fábrica. Por motivos políticos e questões de terras, Delmiro Gouveia entrou em conflito com vários coronéis da região, o que provavelmente, segundo a maioria dos historiadores, ocasionou seu misterioso assassinato à bala. Sua empresa foi comprada pelos ingleses que a quebraram inteira e jogaram suas maquinas na cachoeira.
Estava encerrada a possibilidade de uma primeira corporação brasileira.

Barão de Mauá – Após montar o Banco do Brasil, pois achava que o Brasil não deveria ficar nas mãos dos banqueiros sionistas ingleses. Começou a investir em outros ramos incluindo estradas de ferro, entre elas a Santos-Jundiaí.
O governo fez de tudo para prejudicar o capitalista Mauá, incluindo obriga-lo a financiar a guerra contra o Paraguai, a pedido dos ingleses, é claro. Mauá quebrou e com ele o sonho de um Brasil cortado por estradas de ferro e bancos 100% nacionais.
Tivemos outros exemplos menores, Gurgel, que pretendeu uma indústria de carros com motores 100% nacionais. Acabou falindo sem a prometida ajuda do BNDES. A mesma ajuda que vem sendo dada a multinacionais, como a VW e Ford (essa participou até do apoio a ditadura e seção de tortura).
Tivemos a Embraer, iniciada lá atrás, que ao chegar no alto, foi derrubada pelo governo entreguista de FHC. Fatiada e transformada em ações, para não se tornar a grande comparação da indústria aérea. Os idiotas comemoraram. Uma empresa a menos, ela poderia se tornar a terceira do mundo.
A Petrobras, essa é mais importante, matou Getúlio e fez o golpe de 64 e de 2016. O brasileiro comum é ignorante, o empresário brasileiro é burro.
Atrelados a uma mentalidade de vira-latas e a um marketing entreguista, os brasileiros acreditam num juiz que investiga a corrupção de 2 bilhões, mas ignoram o prejuízo de 4 a 16 bilhões em cada poço negociado pelos entreguistas.

Resultado de imagem

Bons exemplos para lembrar que o Brasil vive gritando contra o comunismo. Que por sinal nunca deu as cara por aqui. Ah, Lula tinha um vice capitalista, apoiou empresas, deu isenção de IPI e pagou dívidas externas deixadas por entreguistas.
Mas também não somos capitalistas, pois os capitalistas daqui estão empenhados em destruir o capitalismo.

Enfim, esse é o pais em que cafetão se apaixona, puta goza, traficante se vicia e capitalista destrói grandes empresas em corporações, porque são coisas de “comunistas”.