sábado, 11 de fevereiro de 2017

Prefeituras: Terceirização o melhor caminho para a corrupção

Resultado de imagem para roubalheira nas prefeituras

Caneta nas mãos de analfabeto não escreve história



Tenho visto muitos prefeitos reclamando a falta de dinheiro e dos gestores anteriores a eles.
Primeiro vamos falar dos anteriores.
O primeiro passo é auditoria, se o prefeito anterior roubou, ou apenas usou sem critérios a arrecadação, uma auditoria trará todas as informações.
Ai entra em ação o jurídico, se for o caso processa e pede devolução do que foi roubado. Investiga-se tudo, de parentes a amigos. Todos os contratos, terceirizações, pagamentos, etc.
Ai surge o tal do prefeito, que diz que auditoria é cara. E daí se no final toda a grana possivelmente desviada retornará aos cofres públicos incluindo os custos da auditoria, dependendo da ação.
Mas tem o prefeito e diz: “isso eu não posso fazer” –É claro que não, pois ai a moda pega e o próximo faz com ele e além de tudo, se o anterior era inocente, a quem ele culpará pela própria incapacidade?
Resumindo: Prefeito que culpa o anterior e não tem coragem para fazer auditoria é MENTIROSO. Ou no mínimo tem algum tipo de acordo.
Falta grana:
Falta grana, mas aumentam os cargos públicos e secretarias, afinal é importante pagar os acordos políticos com o dinheiro do povo. Dinheiro do povo não tem dono.
Não tem dinheiro para kits escolares? Tapar buracos? Remédios? Mas tem para festas, pinturas de muros, contratações de pessoas cujas fichas não podem ser publicadas...
Na hora de tapar buracos não o faz com a máquina pública, que já está sendo paga para isso. Terceiriza. Ou é INCAPACITADO, OU DESONESTO. 
Lembrando, que a terceirização é o caminho mais curto para a corrupção.
Hoje é comum o político em campanha dizer que vai resolver tudo, depois de eleito terceiriza tudo.
SE FOR PARA TERCEIRIZAR NÃO PRECISA PREFEITO.
Terceirizam a fiscalização de transito. Se for feito pela própria prefeitura dá mais lucro e gera negócios dentro da cidade. 
Terceirizam a merenda. Se feita nas escolas, ou numa central de alimentação gera negócios dentro da cidade é mais saudável e barato.
Terceirizam transportes. Se for municipal é a metade do custo para o passageiro.
Terceirizam uniformes. Também deixam de gerar empregos e pagam mais.
Terceirizam a saúde. Esse é um caso que deve ser muito investigado. Gasta-se o dobro por um serviço pior.
A única saída seriam as Câmaras Municipais, mas essas são balcões de negócios, um eterno toma lá, dá cá para manutenção de votos de uma camada ignorante, ou interessada em levar vantagens.