quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Síndrome do povinho bunda



O Brasil de hoje mostra um espetáculo dos ignorantes.
É o Brasil que se diz honesto, capitaneados por religiosos manipuladores, revoltados on line, que não passam de retardados estelionatários  e enganados pela televisão.
Falando nisso: _ O Clide fala pra mãe, que essa gente não é apenas ignorante, são ignorantes manipulados, que se julgam honestos.
O Brasil se transforma a cada dia num misto de rancorosos ignorantes, com ignorantes adestrados.
Somos o  país da “Grobu”, que assiste o SBT e curte Funk , Chimbinha, Fábio Jr e mais um monte de merdas.
Que nunca foi ao teatro nem leu um livro. De pessoas honestas, que furam filas, param só um minutinho na vaga dos deficientes e adoram levar vantagem.
Um país de covardes, que nunca lutou contra ditadores assassinos e covardes. Que vota em Serra, mas se preocupa com o filho de Lula, nunca com a filha de Serra, a maior gênio de informática do mundo.
O Brasil é o país que grita contra custos de estádios, mas se cala no trensalão. Que pede justiça no mensalão petista, mas se cala no mensalão tucano, o primeiro. É o país que rouba comida de criança pobre, o escândalo da merenda em SP, tem entre seus suspeitos um deputado, que é promotor. Dizer o que?
É o Brasil que já votou em Maluf, ACM, Agripino, Barbalho e o resto da quadrilha.
Somos um Brasil de pessoas honestas, onde o honesto vota no vereador amigo, mesmo sabendo que não vale nada e em grupos corruptos e cassados, como se nada importasse. Voto neles, mas eu sou contra a corrupção! 
O Brasil que quer a cassação de Dilma é o “brasiu”  contra o Bolsa Família, pois temos que ensinar a pescar, não dar o peixe, mas os peixes foram mortos com a privatização da Vale, por um grupo de Tucanos, por 3% de seu valor real e agora não dá para ensinar a pescar. 3% de 90 bilhões de dólares. 
Mas é um povo cujos políticos são católicos, sempre levam um terço.  
É o Brasil do Plano de Saúde, apoiado e incentivado por governantes privatas, que reclama contra a  saúde, mas é contra o  Mais Médicos, mesmo porque o sujeito, que mora no fim do mundo, onde médicos coxinhas não vão, tem mais é que se foder. E a direita se diz preocupada com o salário dos médicos, mas não se preocupa com os salários dos professores. 
Um povo bunda, manipulado por achacadores e empresários espertos, que querem, nada mais, que a diminuição de custos, com mão de obra qualificada, barata e burra, mais incentivos fiscais e muito mais lucro, para poderem gastar na Europa. Mas não querem impostos da Europa. 
Somos o Brasil subserviente, onde o pobre da classe média, se julga rico e luta pelos milionários. Hilário. Onde a burguesia se porta como os vira-latas de Americanos. 
É o Brasil da bandeira da França nas redes sociais, enquanto 900 kms de natureza e cidades são devastados. O povo que fala do apartamento grandioso de Lula, mas não se importa com a cobertura de FHC em Paris.
É o “brasiu” que ao ver pobre comendo, se sente mal.  Mas é um país religioso, cristão acima de tudo...
Somos o Brasil da isenção do IPI para montadoras multinacionais e todos aplaudem.  Mas deixar pobre comprar comida, nem pensar.
É esse o Brasil da justiça, onde o Moro prende porque alguém falou, mesmo sem provas, mas não prendeu ninguém, no golpe do Banestado nem o ex-presidente que foi acusado de receber 100 milhões.
É o país onde ministra do STF diz que pode condenar sem provas quando interessa e que não pode condenar sem provas, quando lhe convém.
É o país onde a Polícia Federal age em nome da lei, mas não age em nome da lei, nos contrabandos, nem mesmo nos aeroportos.  E isso se vê todos os dias. Com apoio da Receita Federel, é claro. 
É o “brasiu” de gente honesta, que apoia Cunha, vota em Maluf, Agripino, Alckmin, Serra e elege uma bancada religiosa.
É um país, que vê a PM batendo em estudantes, porque querem estudar e um governador fechando escolas dizendo que é para melhorar.
Esse é o “brasiu”, só gente boa, com DEM, PSDB, PTB, bancada da bala, da terra, da Bíblia, etc., onde político tem rádio e TV e evangélico compra horário. Onde bandido de gravata manda e o povo obedece. Onde pobre defende rico, enquanto morre de fome.
É o brasiu da grobu. País de fé e fé de mais, não cheira bem.
A ignorância cresce e a cultura sucumbe... mas isso sim, isso é culpa do governo.