quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Brasil, de volta ao passado. E agora:Qual será o próximo passo?

Brasil, de volta ao passado. 
E agora:Qual será o próximo passo?





Um país cujo congresso se reuni para fazer homenagem a Globo e um senador da esquerda se enche de elogios, não sabe que existiu uma Excelsior, que optou pela verdade e sumiu para surgir o império Marinho.
É o mesmo país, cujo um ex-presidente, intelectual de província, nunca trabalhou, tem várias aposentadorias e chama aposentado de vagabundo.
É um país, onde um ex-ministro da saúde, sob o pretexto de fazer genéricos acabou com a industria farmacêutica e de cosméticos nacional, que nascia na grande Curitiba e em Diadema.
É um país, onde o jornalista da Globo, já foi ajudante de ditador e quer ver o brasil privatizado, de preferencia nas mãos de empresas norte-americanas.
É o país dos golpes, do golpe nos negros, com a chegada do Império no Rio, que atrasou 60 anos o fim da escravidão, é o país do golpe no império de de tantos golpes na republica.
É o país dos paulistas pretensamente trabalhadores, mas aqui quem trabalha são os nordestinos, mineiros, italianos e japoneses. ainda assim é a terra dos netos falidos de barões do café, que ainda possuem escravos. Brancos, mas escravos.
É o país onde o congresso só vota se tiver mensalão, mas ai vota contra o mensalão e não vota sem dinheiro na mão.
É o país que tem bancada religiosa, onde o atraso comanda e a ignorância é santa. Tem a bancada rural, onde a Monsanto comanda e a bancada da bala, que prega a morte como solução.
Hoje é o país que dorme pensando em golpe, golpe pelo golpe, pois se tá ruim com a Dilma, pior ficará com o coveiro de plantão.
Claro, a Dilma está fazendo uma merda de governo, encheu os ministérios com a direita safada e não ganhou nada com isso. Deu ministérios para banqueiros e fortaleceu Mercadante.
Mas e ai, e se fosse o Aócio? Dez vezes pior, mas tem gente que ainda pagaria para ver.